1. Plano de Manutenção

Após a coleta e análise das transações, operacionais, de acordo com a demanda de produção, é criado um plano de manutenção personalizado para seu Banco de Dados. Este plano é revisado e aprimorado a cada coleta, gerando um impacto positivo aumentando o desempenho e a capacidade de produção. O comparativo é disponibilizado no relatório de Monitoramento do Banco de dados.

Controle de concorrência é um método usado para garantir que as transações sejam executadas de uma forma segura e sigam as regras ACID. Os SGBD devem ser capazes de assegurar que nenhuma ação de transações completadas com sucesso (committed transactions) seja perdida ao desfazer transações abortadas (rollback). Uma transação é uma unidade que preserva consistência. Requeremos, portanto, que qualquer escalonamento produzido ao se processar um conjunto de transações concorrentemente seja computacionalmente equivalente a um escalonamento produzido executando essas transações serialmente em alguma ordem. Diz-se que um sistema que garante esta propriedade assegura a seriabilidade ou também serialização.

1.1 Plano de Manutenção de Banco de Dados

Existem algumas poucas tarefas de manutenção que precisam ser realizadas regularmente para manter o seu banco de dados funcionando sem problemas. É um conjunto de procedimentos, executados num banco de dados, que o usuário percebe como uma única ação. A integridade de uma transação depende de 4 propriedades, conhecidas como ACID.

Atomicidade:

Todas as ações que compõem a unidade de trabalho da transação devem ser concluídas com sucesso, para que seja efetivada. Se durante a transação qualquer ação que constitui unidade de trabalho falhar, a transação inteira deve ser desfeita (rollback). Quando todas as ações são efetuadas com sucesso, a transação pode ser efetivada e persistida em banco (commit).

Consistência:

Todas as regras e restrições definidas no banco de dados devem ser obedecidas. Relacionamentos por chaves estrangeiras, checagem de valores para campos restritos ou únicos devem ser obedecidos para que uma transação possa ser completada com sucesso.

Isolamento:

Cada transação funciona completamente à parte de outras estações. Todas as operações são parte de uma transação única. O princípio é que nenhuma outra transação, operando no mesmo sistema, possa interferir no funcionamento da transação corrente(é um mecanismo de controle). Outras transações não podem visualizar os resultados parciais das operações de uma transação em andamento (ainda em respeito à propriedade da atomicidade).

Durabilidade:

Significa que os resultados de uma transação são permanentes e podem ser desfeitos somente por uma transação subsequente.Por exemplo: todos os dados e status relativos a uma transação devem ser armazenados num repositório permanente, não sendo passíveis de falha por uma falha de hardware.





Voltar